Venda dos hospitais Sr. do Bonfim: tudo o que já se sabe

A Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde comprou os hospitais Senhor do Bonfim”. É assim que começa a informação escrita no Jornal de Notícias de hoje que revela que a instituição liderada por Arlindo Maia irá absorver os atuais 190 trabalhadores da estrutura criada pelo empresário Manuel Agonia (inaugurada 2014), mas que, desde então e segundo a mesma fonte, acumula mais de 17 milhões de euros de prejuízos. O JN acrescenta que o valor do negócio não é conhecido, mas a Santa Casa deverá mudar para Touguinhó os serviços de saúde que tem na cidade libertando espaços para outras valências. Os dados avançados hoje não são suportados por discurso direto de Manuel Agonia ou de Arlindo Maia, mas talvez seja oportuno recordar o dia 14 de julho deste ano. É que nessa data precisa foi emitido na 

Onda Viva o Praça do Almada, programa de grande informação da Rádio Onda Viva e aí foi colocado ao provedor o cenário precisamente da Misericórdia – no caso até em conjunto com a da Póvoa – comprar os hospitais Senhor do Bonfim. Arlindo Maia não respondeu diretamente, mas foi deixando algumas convicções daquilo que agora poderá ter movido a instituição secular para a compra que hoje é adiantada pela imprensa. Arlindo Maia está especialmente preocupado com a assistência a doenças à terceira idade (as demências, por exemplo) que requerem cuidados médicos especiais para além dos proporcionados pela Rede Nacional de Cuidados Continuados e para isso, reconheceu na altura, a Misericórdia de Vila do Conde precisava de outro tipo de instalações. 

Josiane Alves

Anterior

Euromilhões para os estaleiros navais em perspetiva

Próximo

Futuro do setor leiteiro esteve em debate

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *