Sexagenário sueco viu-se em apuros e só parou no areal

Um veleiro foi atirado pelo mar para a praia das Caxinas,em Vila do Conde, tendo o seu único tripulante, um cidadão sueco, com 66 anos de idade, recebido tratamento hospitalar, mas como medida cautelar já que, aparentemente, o seu estado de saúde não inspirava grandes cuidados tendo inclusive saído para o areal pelo próprio pé. A embarcação zarpou do Funchal, na Madeira, há alguns dias e quando já estava perto do porto de pesca da Póvoa de Varzim, perto das 3 da manhã, ficou sem controlo acabando o veleiro ser remetido para terra. Valeu que a maré estava cheia já que naquele local não faltam penedos, que podiam ter dado cabo do barco – que agora deverá ser retirado por terra para evitar danos. Essa operação deverá ser contratada entre o proprietário e a seguradora. A navegação está proibida exceto para viagens de regresso, o que seria o caso, uma vez que o barco iria somente fazer uma paragem na Galiza (Norte de Espanha) antes de rumar à Suécia.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Aproximam-se dias em terra para homens do mar

Próximo

Energie garante empregos, pela economia e pelos trabalhadores

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *