Quando ficar tudo bem vai valer a pena ir a Belém

A Junta da União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai anunciou a conclusão de mais uma obra. Desta feita a recuperação dos Tanques de Belém, na margem do Rio da Giesteira. O espaço estava ao abandono e foi reconstruído com materiais que mantiveram o cunho histórico do local. O cimento e o saibro deram lugar ao granito, criando novos caminhos e lajedos. Diz a junta que se trata de “um oásis de ruralidade, junto à cidade, que imortaliza a figura típica da lavadeira”. A autarquia liderada por Ricardo Silva faz mesmo um convite: “quando passar esta conjuntura de isolamento social, porque isto também vai passar, um dia qualquer venha passear à Giesteira. Sente-se nestes bancos, feche os olhos, oiça o cantar dos pássaros e o borbulhar do rio. Vai ficar tudo bem”.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Casos disparam: 115 infetados na P.Varzim e em V.Conde, mais 27 que ontem

Próximo

Homenagem aos mortos em tempos de mortandade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *