Póvoa e V.Conde em risco extremo e com números alarmantes

A Direção Geral da Saúde anunciou novamente esta segunda-feira os valores por concelho da incidência cumulativa a 14 dias da doença Covid-19.

Os dados referem-se aos casos confirmados entre 6 e 19 de novembro e são cada vez mais negativos para Póvoa de Varzim e Vila do Conde que continuam no nível mais grave de risco de contágio (extremamente elevado, igual ou superior a 960 casos por 100 mil habitantes) tendo em conta a quantidade de infetados em relação ao número de residentes.

O concelho poveiro contava com 1626 casos por cada 100 mil pessoas, ou seja, terão sido cerca de 1024 infetados nessas duas semanas dado que a população oficial é de cerca de 63 mil habitantes segundo o Instituto Nacional de Estatística. Na quinzena anterior havia 930 casos por 100 mil pessoas.

O município vilacondense teve 1605 casos por 100 mil pessoas, isto é, perto de 1284 infetados uma vez que a população residente estimada ronda os 80 mil habitantes. Na quinzena anterior havia 865 casos por 100 mil pessoas.

A média da região norte é de 1332 casos por cada cem mil habitantes, valor que é claramente superado pela Póvoa de Varzim e por Vila do Conde. Nas localidades vizinhas os números também são alarmantes em Esposende (813), Barcelos (1333) e Famalicão (1857). Esta nova metodologia segue as categorias utilizadas pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Despedida varzinista da Taça sem encanto em Coimbra

Próximo

João Trocado vai lutar pela desagregação das freguesias

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *