Oficinas envolvidas em furtos e desmantelamento de carros

Duas oficinas de reparação automóvel da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde estão envolvidas num esquema de furto e desmantelamento de viaturas para venda das peças e para reconstrução de veículos acidentados, anunciou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto. O Departamento de Investigação e Ação Penal de Penafiel deduziu acusação contra 13 pessoas pela prática do crime de associação criminosa. Os crimes foram consumados pelo menos entre março e setembro do ano passado. Os arguidos operavam a partir de seis locais distintos: dois armazéns e um stand de automóveis em Paços de Ferreira, um negócio de peças auto em Esposende e as tais oficinas em Vila do Conde e Póvoa de Varzim. Doze deles respondem ainda por crimes de recetação, 10 por falsificação, um por burla qualificada tentada e simulação de crime, dois por tráfico de menor gravidade, um por condução sem carta e outro por detenção de arma proibida. A acusação, sintetizada na página eletrónica da Procuradoria do Porto, sustenta que sete dos 13 arguidos “transportaram, ocultaram, transformaram e viciaram” 13 veículos, todos furtados em diversos locais dos distritos do Porto e de Braga, com o valor global de 353 mil euros. Cinco outros arguidos receberam componentes e peças provenientes do desmantelamento destes veículos, para posterior revenda a terceiros. Um dos arguidos até entregou para desmantelamento o próprio veículo, após o que denunciou falsamente às entidades policiais que o automóvel lhe fora furtado para tentar o ressarcimento do prejuízo invocado (21 mil euros), no âmbito de contrato de seguro que cobria o risco de furto.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Rua Patrão Sérgio pronta, segue-se a Rua Patrão Lagoa

Próximo

Em Rates o futebol está mais perto do regresso

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *