Obras da Escola Flávio Gonçalves sofrem contratempo

A obra de Remodelação e Ampliação da Escola EB 2/3 Dr. Flávio Gonçalves não recebeu qualquer proposta com um valor abaixo do preço-base de 3,2 milhões de euros. Sendo assim, o Executivo Municipal aprovou a abertura de outro concurso público com o preço base corrigido para 3,6 milhões de modo a atrair novos concorrentes, revelou Aires Pereira. O edil espera que esta mudança produza frutos, tal como sucedeu recentemente no pavilhão da Escola Eça de Queirós. Ainda na área da educação, refira-se que foi aprovado um protocolo de colaboração com o Agrupamento de Escolas de Rates para o fornecimento de refeições aos alunos da Escola EB1 da Praça.

Jornalista Onda Viva

Anterior

AEPVZ decide apoiar organização da Feira de Velharias

Próximo

Louvor para capitão e felicitações a clube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *