Mais uma morte e novos internados devido à legionela

Continua a aumentar o número de vítimas do surto de legionela que está a afetar os concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim. Um homem de 86 anos morreu no Hospital Pedro Hispano e tornou-se no oitavo óbito por causa da doença do legionário. As últimas indicações davam conta da acumulação de 76 casos desde o final de Outubro e da existência de 38 pessoas internadas em três hospitais do Grande Porto: 15 no Hospital de Matosinhos (onde já morreram seis pessoas), 16 no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde (onde há duas mortes registadas e sete recuperados) e 7 no Centro Hospitalar de S. João (no Porto). As autoridades de saúde locais continuam a investigar a origem do foco do problema e o Ministério Público anunciou a abertura de um inquérito. Contudo, segundo o PÚBLICO, “pelo menos um familiar de uma pessoa que está internada com a doença diz ter recebido a informação do delegado de saúde que o contactou que a fonte da bactéria já foi encontrada e encerrada”. O jornal “questionou a Administração Regional de Saúde do Norte e o Ministério da Saúde sobre esta situação, mas não obteve resposta”. A doença do legionário, provocada pela bactéria `Legionella pneumophila`, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Centro Hospitalar amplia capacidade de internamento

Próximo

Póvoa e V.Conde com incidência de casos superior à média nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *