Euromilhões para os estaleiros navais em perspetiva

Vila do Conde poderá vir a acolher um investimento de 22 milhões de euros na construção de réplica do clipper “Cutty Sark”.

Trata-se de um icónico navio de vela que trabalhou no comércio do chá entre a China e Reino Unido e chegou a pertencer a uma empresa portuguesa. A autarquia já promoveu uma reunião com as várias empresas que compõem os Estaleiros Navais e delas recebeu a respetiva disponibilidade e interesse. 

O projeto, promovido pela Cutty Sark2Sail Foundation, uma instituição de direito Inglês, tem um prazo de construção de 5 anos, a iniciar a 22 de novembro de 2019, data em que se comemoram os 150 anos do lançamento à água do navio original. Estima-se que o final desta construção possa ocorrer em 2024, na mesma data. O diretor do projeto é Vladimir Martus, um reputado arquiteto naval russo que, atualmente, capitania a fragata Shtandart, navio de treino de vela que já foi alvo de extensa reparação nos Estaleiros Barreto&Filhos em 2017. Embora a decisão final ainda não tenha sido tomada, já existem contactos muito intensos para viabilizar esta construção em Vila do Conde.  

A acontecer será o reconhecimento do saber fazer único dos carpinteiros navais vilacondenses e do importante trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo projeto 

Vila do Conde: um porto para o Mundo, 

na salvaguarda das técnicas de construção naval de madeira.  Seguem-se contactos com outras instituições públicas que serão vitais para um desfecho positivo.

Josiane Alves

Anterior

140 mil euros a caminho da organização do Inter-Freguesias

Próximo

Venda dos hospitais Sr. do Bonfim: tudo o que já se sabe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *