Energie garante empregos, pela economia e pelos trabalhadores

A Energie, empresa que sofreu em fevereiro um violento incêndio nas suas instalações no Parque Industrial de Laundos, na Póvoa de Varzim, conseguiu ainda assim fechar o trimestre com um aumento de 11 por cento nas suas vendas internacionais quando comparado com o mesmo período no ano passado. A empresa especialista em equipamentos vocacionados para aquecimento de águas sanitárias e aquecimento central exportou 900 painéis solares para o mercado internacional, com Itália e Holanda a surgirem como os principais destinos dos produtos. No que diz respeito ao mercado ibérico, o crescimento foi de 19,8 por cento para Espanha e de 12,2 por cento. O proprietário, Luís Rocha,  referiu que o abrandamento económico, por causa da  pandemia da COVID 19,  vai-se sentir “ essencialmente, a partir de agora”, explicou .  “O mercado espanhol fechou depois do acelerar da pandemia, tendo as encomendas sido, entretanto,  suspensas. Os próximos meses serão difíceis, dada a desaceleração económica que se verifica em todo o mundo e pelo facto de a pandemia ainda estar longe de controlo nos mais variados países”, afirmou. Apesar dessas contingências, e com cerca de 50 postos de trabalho para assegurar, o empresário garantiu que a Energie “continuará a batalhar, quer pelos trabalhadores, quer pela economia nacional”.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Sexagenário sueco viu-se em apuros e só parou no areal

Próximo

Onda Viva abre antena para os melhores ouvintes do mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *