Empresa de Laundos supera fogo e pandemia com muito trabalho

Primeiro, um incêndio em fevereiro que destruiu parte das instalações da empresa. Depois, a pandemia do novo coronavírus a partir de março. Apesar das adversidades, a Energie, a única empresa 100 por cento portuguesa a produzir painéis solares termodinâmicos, revela que conseguiu crescer 11 por cento no mercado internacional no primeiro trimestre deste ano e mantém-se a trabalhar para responder a encomendas para o Quénia, Dubai, Holanda e República Checa. Nestas contas não está incluído o mercado Ibérico, no qual o resultado foi ainda melhor. Entre janeiro e março, o volume de negócios aumentou 12,3 por cento em Portugal, face a 2019, enquanto que em Espanha o crescimento atingiu os 19,8 por cento. Em comunicado, a empresa liderada por Luís Rocha assegura que continua a trabalhar sem recorrer ao layoff e que está a conseguir sobreviver ao fogo que destruiu bastante matéria primas, assim como está a fazer face às dificuldades e restrições impostas pela Covid-19. Da Zona Empresarial de Laundos, na Póvoa de Varzim, a Energie exportou em 2019 para mais de 50 países e mantém os 50 colaboradores, tendo em construção uma nova unidade produtiva, cujos trabalhos se iniciaram em janeiro, num investimento de um milhão de euros.

Jornalista Onda Viva

Anterior

44 estabelecimentos de V.Conde com selo ‘Clean&Safe’

Próximo

Mais um dia sem novos casos reportados pela DGS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *