Embarcação correu risco de naufrágio à entrada da Póvoa

A Autoridade Marítima Nacional informou que o Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim recebeu, ontem de manhã, um alerta de que uma embarcação de pesca se encontrava desgovernada em aproximação a terra. O excesso de água acumulada no porão, depois de um rombo no casco, provocou um adornamento excessivo com risco de naufrágio ou encalhe. Depois do alerta do “Mestre Virgílio”, por volta das sete horas, foi de imediato empenhada a Estação Salva-vidas, a Polícia Marítima e os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, sob coordenação do comandante Marques Coelho. Durante a operação, uma lancha da Estação Salva-vidas acompanhou a o barco em perigo na entrada do porto e auxiliou a manobra de atracação, tendo o piquete da Polícia Marítima acompanhado a operação por terra, tomando conta da ocorrência. Os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim auxiliaram nas operações de retirada da água, de forma a recuperar a estabilidade da embarcação. Ninguém ficou ferido, mas os tripulantes apanharam um valente susto. A embarcação encontra-se atracada no porto da Póvoa de Varzim e será sujeita a uma vistoria, a ser efetuada por peritos da Autoridade Marítima Nacional no sentido de avaliar as condições de segurança e navegabilidade antes de se avançar para uma reparação nos estaleiros de Vila do Conde.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Mais um Prémio Carreira entregue a quem merece

Próximo

Condecoração a Aires Pereira dedicada aos poveiros

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *