Dragagens de urgência na Póvoa e V.Conde

O Ministério do Mar ordenou a abertura de ​”um procedimento por consulta prévia por motivos de urgência imperiosa” para a contratação de dragagens nos portos da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde. O concurso, aberto na terça-feira, pressupõe um investimento de 1,46 milhões de euros na retirada de sedimentos, de modo a repor a segurança da navegação das embarcações.  Em comunicado, o Ministério do Mar revela que “os vários episódios de elevada precipitação que ocorreram no norte do país durante este verão, provocaram cheias intensas nas várias linhas de água, com o consequente arraste de sedimentos, que se depositaram na parte terminal dos rios e estuários”, afetando os portos poveiro e vilacondense.  O documento recorda que “a  Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos tinha já previsto, de acordo com o proposto no Plano Plurianual de Dragagens, executar dragagens de manutenção nestes portos nos próximos 12 meses”. No entanto, a intervenção será antecipada devido à necessidade de “repor a segurança da navegação”. Recorde-se que, no sábado passado, armadores e dirigentes das associações sediadas nos dois concelhos estiveram reunidos na sede da Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, no porto da Póvoa, para discutir e reivindicar melhorias nas condições de navegação na entrada e saída das barras.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Poveiro atacou no fim mas grupo apanhou-o

Próximo

Bairro dos pescadores vai ser reabilitado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *