Bandeira vermelha deve ficar içada até segunda-feira

A Câmara da Póvoa de Varzim já reagiu à interdição de sete praias locais, na zona urbana, imposta pelo comandante da capitania na sequência de análises efetuadas pela Agência Portuguesa do Ambiente que deteram “valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência”, ou seja, “encontrando-se a água imprópria para banhos”. Em comunicado, é expressa a surpresa do município “pela focalização do problema unicamente no nosso concelho, uma vez que a situação é transversal às restantes praias da costa norte, tal como pode ser facilmente constatado através dos dados disponíveis na aplicação INFO PRAIA”. É que “tomando em atenção as condições climáticas sentidas no período de amostragem, tais como a elevada precipitação contínua e a alteração das correntes dominantes, consideram os técnicos que estas possam ter contribuído para os resultados obtidos em toda a costa”. Mais: a edilidade lembra que, a expensas próprias, promove a realização de análises em laboratório acreditado, isto nos mesmos locais onde a APA recolhe a água do mar. Ora, os resultados da água do dia 17 – um dia chuvoso – deram, de facto, “um incremento nos parâmetros microbiológicos”, mas os valores, realça o comunicado, “enquadram-se, ainda, nos critérios de excelência definidos pela Bandeira Azul, tal como se pode verificar na consulta aos boletins laboratoriais”. O Município garante que está a “acompanhar de perto a situação, permanecendo em contacto direto com a APA de forma a esclarecer se a situação se tratou de um evento pontual, entretanto ultrapassado, ou se carece de maior acompanhamento”. Nesse sentido, a APA agendou para esta quinta-feira a realização “de amostragens suplementares” nas sete praias e logo que tenha os resultados a autarquia promete informar os poveiros. O problema é que esses dados só devem ser divulgados após 72 horas, o que deve provocar a permanência da interdição até à próxima segunda-feira, ou seja, não será possível ir a banhos no próximo fim de semana, que ainda por cima será de sol e calor, para desolação de veraneantes e concessionários.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Insolvência da Azincon deixa mais de uma centena sem trabalho

Próximo

‘Ó Elvas, ó Elvas, Varzim a caminho da Póvoa’

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *