Autarquia vilacondense reforça “Programa Estamos Aqui”

A Câmara de Vila do Conde anunciou o reforço do “Programa Estamos Aqui” com medidas diversas na área socio-económica. O Executivo Municipal afirma estar atento à difícil situação epidemiológica, fruto da pandemia da COVID-19, visando a proteção e a segurança dos vilacondenses. O comunicado aponta 11  medidas e quem precisar de apoio deve dirigir-se aos Serviços Sociais da Autarquia que farão a respetiva avaliação e o encaminhamento devido.

  1. Aumento do valor do fundo de emergência social para 250 mil euros e prolongamento das medidas excecionais de acesso até 30 de junho de 2021, podendo aceder todos os munícipes em situações excecionais de carência.
  2. Distribuição de refeições e cabazes por todo o Concelho, com a constituição de um banco de retaguarda para reforço das respostas sociais, numa articulação direta com os parceiros da rede social: IPSS’s e Conferências Vicentinas.
  3. Disponibilidade de apoio através da Loja Social, na Praça José Régio, de equipamentos, mobiliário, têxtil-lar, vestuário e calçado para diferentes faixas etárias.
  4. Apoio Social para consumo de água tornando-o gratuito até 15m3, de acordo com o regulamento em vigor.
  5. Acesso a medicamentos gratuitos, para doenças crónicas, através do “Programa Abem: Rede Solidária do Medicamento”.
  6. Acesso à “Vacinação SNS-Local” que assegura gratuitidade da aplicação da vacina da gripe nas farmácias, a séniores acima aos 65 anos.
  7. Apoio à renegociação dos compromissos financeiros e de créditos assumidos pelas famílias.
  8. Novo reforço de 2 000 litros de gasóleo aos Bombeiros de Vila do Conde e de 1 000 litros à Cruz Vermelha.
  9. Dentro das limitações de utilização dos espaços culturais bem como da impossibilidade de ajuntamentos, a autarquia continua a compatibilizar as possibilidades de programação existentes, dando lugar à apresentação pública dos agentes culturais locais.
  10. Para todos os espaços comerciais propriedade do Município, bem como para todos os lugares de mercados e feiras e esplanadas, redução de 50% até 30 de junho de 2021.
  11. Apoio à Associação Comercial e Industrial para levar a efeito ações que visem dinamizar a economia local. As iluminações e decorações de Natal na cidade e freguesias e o desenvolvimento de uma Campanha de Comunicação visam o apelo à vivência desta época no concelho e promover o comércio local.

Jornalista Onda Viva

Anterior

Mais um desaire para o ‘lanterna vernelha’

Próximo

Maior orçamento poveiro de sempre chega aos 65,3 milhões

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *